Imprecisão do traço

Afrika [guache, 2020]

Como exercício de possibilidades inusitadas surgem derivações. A imprecisão do traço permite determinada abertura para se constituir a imagem, cujo desenvolvimento compreende experimentações poéticas e estéticas na arte contemporânea. Essa abertura (re)desenha a flexibilidade do humano, ao experimentar materiais, cores, forma e texturas. Isso faz parte do desafio cotidiano, recorrente, de se envolver com a dinâmica artística sem necessariamente ficar preso à formalidade que constitui as resultantes.

A arte contemporânea pode ser (re)visitada na medida em que se expande a máxima (re)dimensão de ser/estar sujeito no mundo das coisas. Entre o sensível e o inteligível (e vice-versa), aqui, vale a articulação estratégica de refletir sobre a produção artística como desdobramento efeito da produção de conhecimento alinhada à produção de informação e, consequentemente, à produção de subjetividade.

Sobre Devora Digital

Este blog compreende o projeto de pesquisa "Comunicação, Consumo e Tecnologias Emergentes".
Esse post foi publicado em Blogosfera. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Imprecisão do traço

  1. paulo celso Silva disse:

    traçar e observar para re-traçar possibilidades

Deixe uma observação, crítica ou sugestão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s