Live sobre Processo de Criação

Na quinta-feira (24/9), às 20h, acontece a live sobre Processo de Criação em Artes Visuais, com Wellrockers (artista visual) e Wilton Garcia. Este evento será em formato live no instagram (@transcorpora). Assista!!!

+infohttps://www.instagram.com/transcorpora/

Publicado em Arte | Marcado com | Deixe um comentário

Lançamento do Livro Pra quem gosta, um beijo

Na quarta-feira (9/9), às 19h, acontece o lançamento do livro Pra quem gosta, um beijo, do Prof. Dr. Wilton Garcia. Este evento será em formato live no instagram (@transcorpora), com a participação do jornalista André Fischer. Assista!!!

+informaçãohttps://www.instagram.com/transcorpora/

Publicado em Diversidade, Estudos Contemporâneos | Deixe um comentário

Demonstrar será esconder?!

Quando se exibe algo (texto, imagem, som), na internet, outra parte fica oculta. O que fica exposto explicita a mensagem, direcionando uma percepção/observação. Já o que está atrás não pode ser visto/lido, portanto, solicita complemento inevitavelmente.

Esse jogo relacional (re)vela intenções secretas que são (não/nem) expostas à prova. Há apenas vestígios do que possa supor uma expressão adivinda do campo das (im)possibilidades simutâneas – do quero / não quero!

Entre mostrar e/ou esconder, nascem intervalos, paradoxos, contradições, controvérsias; o que não faz sentido alcança a produção de efeito. Esse último (o efeito) torna-se causador de enorme impacto atualmente.

Disso fica uma dúvida: como realizar, então, uma mediação sensível/inteligível que possa representar a manifestação das coisas no mundo contemporâneo?!

Publicado em Estudos Contemporâneos, experiência, experimentação poética | 1 Comentário

#+ de 4 mil views neste blog

O fim do mês de julho traz expressiva mudança, renovação. O tempo é o senhor do destino, por isso não para, como a energia que se transmuta. O ano vira e agente (re)começa mais um ciclo das demandas que nos atingem diariamente. Novos projetos, percursos, caminhos, possibilidades, aberturas, reflexões. Qualquer ponto de transformação, em mim, faz a gente reconhecer o que já foi encaminhado e dar vazão aos desafios que surgem…

Hoje, levanto alegre, feliz e agradecido pelo já alcançado e observo o futuro na expectativa de (re)considerar meus feitos, cujos valores somam mais uma etapa. O cotidiano requer reconhecimento pessoal e profissional. Reconhecer seria estar além de mero “sucesso”, pois reconhecimento enlaça legitimação, conhecimento, confiança, credibilidade.

Ups!!! Até aqui, mais de 4 mil views de visitantes que já leram os posts que neste blog venho escrevendo…

Publicado em experiência, tempo | 1 Comentário

Mediação Tecnológica

A face da verdade está elencada entre o esforço de um passageiro no ônibus a caminho de casa e a vida alheia que impera sob o som abrupto dos automóveis na avenida de uma metrópole, enquanto a garota tecla no seu telefone celular uma mensagem de paz. Existe amor em SP, para além da canção que toca no rádio ao lado. São tempos de mudanças em que se operam divergentes pontos de vistas, cuja raiz está no sujeito, evidenciado pela intensidade da experiência humana e seu encontro com a mediação tecnológica…

Publicado em experiência | 1 Comentário

Olha o Coração!

Em constante movimento, a vida recobre-se de desafios cotidianos que penetram no sentimento da alma para abastecer uma lógica incompreensível que determina novas possibilidades inexplicáveis. Não são sonhos. Talvez, um tom diferente possa bater à porta para atrair aventuras que se esbarram entre riscos e perigos de viver singularidades soltas por brevidades…

O coração bate forte,  pulsa corpo adentro e filtra as coisas do mundo – no espanto dos reflexos enfrentados…

Publicado em Blogosfera | 1 Comentário

Enfrentar a vida!

Observe que estamos num mar de imprevisibilidades derramadas pelo COVID 19. Atenção: é uma condição fatal, sobretudo no Brasil. A pandemia provoca situações radicais de doença e morte, ao permitir que o vírus ataque a população, principalmente com a vulnerabilidade dos mais velhos. São vítimas abatidas rapidamente. Logo como desenhar essa inescrupulosa situação em que o sujeito  se encontra fragilizado?

O cuidado do contágio deve ser (re)dobrado para evitar a disseminação do vírus.  Longe de uma perspectiva apocalíptica,  a sociedade precisa dar conta desses efeitos, uma vez que o governo não o faz. Afinal, contradições (re)configuram pressupostos estranhos sobre temas como: saúde, economia, política e tecnologia. Pense a respeito…

Publicado em experiência | 1 Comentário

Viver…

Se a sociedade contemporânea alcançou excelentes resultados ao destacar o capitalismo de consumo, em que se prevalece a lógica do mercado-mídia no cotidiano, ironicamente, esqueceu-se de observar a fragilidade humana. Em tempos de pandemia, o valor humano está abalado pela saúde em decorrência da economia. Os custos para sobreviver são inacreditáveis, pois o vírus é bastante letal.

A desigualdade social ressalta, ainda muito mais, aos olhos de qualquer observador/a. Portanto, a precariedade humana tem um simples desafio: permanecer vivo. Basta permanecer vivo!

Publicado em Consumo, Estudos Contemporâneos, experiência | 1 Comentário

Fragilidade em evidência

A sociedade contemporânea se vangloria porque alcançou o avanço tecnológico. Também se envaidece com a máxima utilização interativa de aparatos e dispositivos sofisticados. Mais que isso, a cultura digital prolonga a condição humana em vida virtual. Ou seja, altera-se para o campo da virtualidade sua potência performática para examinar a experiência humana. Cada vez mais, surgem no mercado-mídia lançamentos de marcas, produtos e/ou serviços, os quais anunciam a novidade e prometem fazer história.

Nesse contexto,  um vírus letal perturba a sociedade globalizada, porque incomoda o fluxo rentável do capital. Só por isso! Ou, talvez (quem sabe), alguém acredite que o capital se importa com a precariedade do sujeito humano?

Alguém esqueceu de observar o consumo da enorme população mundial que não fica atenta aos desafios de se proteger de coisas básicas como resfriado, tosse e/ou gripe. Além disso, verifica-se a postura inadequada de interesse individualistas: competição pura, que se transforma em algo alarmante. Afinal, mudanças acontecem em tempos de guerra. Ou, ainda, depara-se com uma realidade recorrente do cotidiano camuflado pela inocente imagem de que está “tudo bem”

A fragilidade física e psíquica do Ser Humano está de porta aberta!

Publicado em experiência | 1 Comentário

Um mix de ideias criativas…

Um complexo conjunto visual (de desenho, fotografia,escultura, pintura) instiga o debate crítico-reflexivo sobre arte, consumo e meio ambiente. Essa tríade enreda o esforço contemporâneo da instalação XXX_ [Projeto de Exposição, 2020], realizado na CAIXA Cultural São Paulo, na Praça da Sé.

A região central da cidade de São Paulo – referência geográfica de destaque da América Latina – torna-se lugar ícone desse debate incrementado pela velocidade das (des)territorializações da metrópole, ao convidar as pessoas para perceber a experiência poética que assola poluição, sustentabilidade, clima etc. São temáticas emergentes que compreendem o processo civilizatório entre natureza e cultura como produção de conhecimento.

Se a arte contemporânea propicia espaço para pensar, artista, obra e público sofrem com problemas de superlotação nas cidade, bem como o descarte de materiais em lixo. O que (re)aproveitar de sobras? como reutilizar estrategicamente materiais descartáveis? como reciclar potencialidades enunciativas?

O envolvimento das pessoas ampliam a condição adaptativa de refletir sobre a atualização dos modos de existência. Para buscar algum tipo de resposta (resoluções), talvez, valeria a paena ponderar um mix de ideias criativas…

Publicado em Blogosfera | Marcado com , , , | Deixe um comentário